Skip to content

Chaves, para que o sol não prejudique seus olhos no verão

Atualizado el22 de junho de 2018, 19:34

A Cada ano aumentam as visitas às Urgências por danos oculares devido à exposição solar. Isso demonstra, mais uma vez, que os raios do sol estão cada vez mais agressivos… e não só para a nossa pele.

“A intensa luz solar contém um alto nível de raios ultravioleta que afetam os olhos, a curto prazo, mas também a mais longo”, nos adverte o doutor Borja Salvador-Culla.

O especialista aconselha a não tomar sol entre as 12 do meio-dia e as 4 da tarde, e insiste em “usar bonés, viseiras e óculos solares de qualidade”.

Como você verá, mas depende do tempo de exposição, o excesso de luz solar pode causar problemas aos nossos olhos e em pouco tempo se sair à rua sem proteção.

Os danos são cumulativos

  • A curto prazo podem se originar “conjuntivite ou ceratite (queimadura solar), que se manifestam em forma de lacrimejamento, olho vermelho, coceira, dor ou visão turva”, explica o especialista, que recomenda ir à consulta do oftalmologista se, após a exposição ao sol apresentamos esses sintomas.
  • E a longo prazo, é possível que acabem aparecendo algumas doenças mais graves, como “cataratas, alterações nas pálpebras (tumores), conjuntiva (pinguécula, pterigium), córnea (ceratite) e esclera, ou lesões degenerativas da retina (degeneração macular)”, alerta o doutor Salvador-Culla.

Relacionado com este artigo

vista

Quais são os sintomas nos avisarían da presença destas patologias?

Segundo o especialista, “as cataratas costumam começar com uma diminuição progressiva da visão, os tumores palpebrales se apresentam como massas ou volumes, dolorosos ou não, nas pálpebras. A pinguécula é iniciado como um pequeno volume na parte branca do olho, enquanto que o pterigium o faz como um tecido branco-amarelado, que invade a córnea”. E acrescenta: “As afetações de retina costumam ser indoloras e mostrar alterações da visão , como sombras, manchas ou visão turva”.

Medidas extras para o cuidado com os olhos

Além dos cuidados básicos que todos nós devemos colocar em prática no nosso dia-a-dia, existem situações em que temos que prestar especial atenção à proteção de nossos olhos.

Relacionado com este artigo

Vista

São as seguintes:

  • Se você tem os olhos claros. Neste caso, o especialista recomenda “usar óculos de sol, desde que se tome o sol, já que estes olhos têm um íris, mais fino e com menos pigmentação, por isso o efeito de tela de proteção é menor”.
  • Quando se mediques. Há drogas –e suspeita-se que não são poucos– que nos tornam mais vulneráveis à exposição solar. O médico que lhe prescreve deveria avisá-lo sobre isso.

Em qualquer caso, “é imprescindível usar um óculos de sol que tenham o filtro adequado, chapéus e viseiras”, insiste o médico, que recomenda tomar estas medidas durante as primeiras semanas depois de passar por uma cirurgia ocular.

Escolha bem os óculos…

Em que se deverá fixar:

  • Filtro. As lentes devem dispor de um filtro para a luz ultravioleta homologado (UV400).
  • Tamanho. Se são pequenas ou se distanciam muito do olho, não protegem dos raios laterais ou inferiores.
  • Cor. Os cristais marrons são úteis para o mar e a montanha, com dias muito claros. Os amarelos ou alaranjados não são aconselháveis se há muito sol.
  • Rótulos. Devem sempre incluir o selo de qualidade da CE.

A luz solar pode aumentar o risco de cataratas

Além da idade e dos genes, um dos possíveis riscos para o aparecimento de cataratas é a exposição aos raios ultravioleta. Agora, o papel que desempenham estas radiações no desenvolvimento da doença ainda não foi possível explicar com detalhes.

Relacionado com este artigo

terapia natural

Os especialistas apontam outras causas acrescentadas como o tabagismo, a dieta e os medicamentos.

O que acontece se os seus óculos não têm um bom FIltro?

Quando você usar, menos luz chega ao olho e a pupila se dilata. Se as lentes não estão equipados com um filtro de raios uv, apresentamos o olho mais radiação, multiplicando seus efeitos nocivos.

  • Sem óculos. Os raios UVA afetam o cristalino, enquanto os UVB ao epitélio.
  • Com óculos. Os cristais (de qualidade) bloqueiam os raios e neutralizam seus efeitos.
Chaves, para que o sol não prejudique seus olhos no verão
Vote agora